Sucupira Preta

Desculpe, este produto não está mais disponível

Produto esgotado
Esse produto está esgotado

Nome Popular: Sucupira Preta, sucupira preto, sucupira do cerrado, sucupira açu, cutiúba, cutiubeira, sapupira do campo, sucupira branca, sucupira do campo, sepifirme, sucupira amarela, sucupira da praia, sebepira, paricarana, acari açu.

Nome Científico: Bowdichia virgilioides

Família: Fabaceae-Faboideae

Síndrome de Dispersão: Autocórica

Sinomínia Botânica: Não

Grupo Ecológico: Não Pioneira

Classificação Sucessional: Secundária Tardia

Ameaça de Extinção: Vulnerável

Ocorrência conforme resolução SMA 08 - Estado de São Paulo: Cerrado - Centro, Cerrado - Noroeste, Cerrado – Sudoeste

Origem: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará

Locais de Ocorrência: Centro-Oeste, Norte, Sudeste

Onde  Plantar: Praças, parques, avenidas e ruas, mesmo as estreitas.

Solo de Plantio: Áreas Secas, Áreas Úmidas

Porte da ÁrvoreDe: 5 a 10 metros, De 10 a 15 metros

Utilidades: Construção Civil, Florada Atraente, Para Calçada, Uso Ornamental

Madeira: Pesada (densidade 0,91 g/cm³), fibrosa, bastante decorativa e de longa durabilidade natural.

Tronco: Tronco de 30-50 cm de diâmetro, revestido por casca com ritidoma suberoso, escamoso e reticulado.

Folha: Folhas compostas imparipinadas, com 9-21 folíolos oblongos, de base arredondada e ápice retuso a emarginado, pubescentes, proeminentemente na face abaxial e ramos jovens, com nervura principal imersa na face superior.

Flor: Flores de cor violeta, muito vistosas, bissexuadas, zigomorfas, diclamídeas, com prefloração imbricada, dispostas em panículas terminais.

Fruto: Os frutos são pequenas vagens achatadas e indeiscentes, com poucas sementes sem pleurograma.

Fruta Comestível: Não

Potencial Paisagístico: A árvore é extremamente ornamental quando em flor, podendo ser usada no paisagismo em geral.

Fenologia: Floresce durante os meses de agosto-setembro com a planta quase totalmente despida de sua folhagem. Os frutos amadurecem a partir do final de outubro, prolongando-se até início de dezembro.

Possui Propriedades Medicinais: Não

Tempo Médio de Emergência: 45 dias

Sementes por Quilo: 36700

Sementes por Pacote: 9175

Sementes por Cova: 1

Mês de Coleta: Dezembro

Classificação: Ortodoxa

Longevidade e Armazenamento: Suas sementes possuem longevidade de no mínimo um ano.

Colheita:  Colher os frutos diretamente da árvore quando iniciarem a queda espontânea. Em seguida levá-los ao sol para secar e facilitar sua abertura e a retirada manual das sementes. Pode-se também utilizar diretamente as pequenas vagens para a semeadura como se fossem sementes, entretanto isso pode resultar em mudas defeituosas.

Quebra de Dormência: Não há necessidade.

Como Plantar: Colocar as sementes ou as pequenas vagens para germinação, logo que colhidas, em canteiros ou diretamente em recipientes individuais mantidos a pleno sol e contendo substrato organo-arenoso; cobri-las levemente com o substrato peneirado e irrigar diariamente. A taxa de germinação é baix