screen 1

Peroba Rosa

Produto esgotado

Descrição

Sementes de Peroba Rosa
Angiospermae - Apocynaceae
Aspidosperma polyneuron 
Müll Arg. 

Nomes Populares: Peroba, Peroba-Rosa, Peroba-Amargosa, Peroba-Rajada, Peroba-Açu, Sobro, Peroba-Comum, Peroba-do-Rio, Peroba-Paulista, Peroba-Mirim e Peroba-Miúda.

Ocorrência: Bahia até o Paraná, presente também no Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Rondônia, nas floresta pluvial atlântica e latifoliada semidecídua.

Morfologia: Altura de 20-30 m, com tronco de 60-90 cm de diâmetro, com ritidoma escamoso. Folhas obovais glabras. Inflorescência subapical em dicásio composto. Frutos folículos oblongos.

Fenologia: Floresce de outubro a novembro.
Informações Ecológicas: Planta esciófita, perenifólia, característica da floresta latifoliada semidecídua da bacia do Paraná e da mata pluvial atlântica. Ocorre exclusivamente no interior da floresta primária densa e, preferencialmente em solos profundos e férteis, situados nos espigões e nas encostas. 

Madeira: Moderadamente pesada (densidade 0,79 g/cm³), dura, compacta; superfície opaca e áspera, fácil de rachar, bastante durável desde que não esteja em contato com o solo ou a umidade.

Sinonímia Botânica: Aspidosperma peroba Allemão ex Saldanha, Aspidosperma dugandii Standl., Aspidosperma polyneuron var. longifolium Hassl., Aspidosperma venosum Müll. Arg. e Thyroma polyneura (Müll. Arg.) Miers.

Informações Complementares: A madeira é apropriada para a contrução civil, como caibros, vigas, batentes, rodapés, molduras, esquadrias, tacos para assoalho, degraus, para fabricação de móveis pesados, carteiras escolares, folhas faqueadas, carrocerias, etc. Por sua beleza, a árvore pode ser usada no paisagismo em grandes áreas. Deve estar presente em reflorestamentos mistos destinados à recomposição de áreas degradadas de preservaçao permanente. 

Entre em contato: (18) 3646-1337