screen 1

PALMEIRA IMPERIAL

 

Conhecida como

Palmeira-imperial-de-cuba

Nome cientifico

Roystonea Régia

Sementes/kg

1350

Características da espécie

Palmeira-imperial   Características: Originária da s Antilhas, Colômbia e Venezuela. É uma palmeira   de porte grande podendo chegar até 40 m de altura e o diâmetro da copa de 5m.   É cultivada em pleno sol e requer lugares espaçosos. Uso: Além do palmito   comestível, é símbolo de nobreza e amplamente utilizada em paisagismo,   indicada para arborização urbana em canteiros centrais e ou calçadas.

Origem –  Cuba, Belize,   Estados Unidos, México, Bahamas, e Honduras, em vegetação aberta de baixadas   úmidas até 1000 m de altitude.Nomes populares: palmeira-imperial-de-cuba Características gerais
  Palmeira   solitária, elegante, de 10-25 m de altura, provida de palmito grosso de cor   verde- clara de mais de 2 m dc comprimento e escondido pelas folhas. Caule   espesso, liso, cinza-esbranquiçado, colunar ou regular ou irregularmente   dilatado,
  de 40-70 cm de diâmetro.
  Folhas pinadas, em número de 15-18 contemporâneas, arqueadas, de 2-4 m de   comprimento, dispostas na copa de forma algo pendente, com pinas numerosas,   estreitas, inseridas em planos diferentes formando duas fileiras.   Inflorescências grandes, muito ramificadas, dispostas abaixo do palmito, com   bráctea peduncular muito larga de 1,0-1,6 m de comprimento. Frutos oblongos,   pequenos, de cor arroxeado-escuros
  Exigências ambientais

Palmeira tropical rústica e   tolerante a geadas de regiões subtropicais, apresenta moderado crescimento e   resistência ao pleno sol. Prefere solos bem drenados, contudo é capaz de   tolerar solos úmidos, desde que não encharcados.

Utilidade

Espécie cultivada com   freqüência no país, é confundida muitas vezes com Roystonea oleracea e   R. Borinquena  todas conhecidas indistintamente pelos nomes   populares “palmeira-real” e “palmeira-imperial”, faltando a ela, contudo,   respectivamente, a imponência e a harmonia. Requer locais expostos e   espaçosos, apropriada para parques, isoladas ou em grupos.

Quebra de dormência

Dependendo da variedade e espécies apresenta uma grande   quantidade de sementes duras que, para germinarem, precisam ser   escarificadasPara a escarificação da semente pode-se, portanto, recomendar o   tratamento com solução de soda cáustica a 20%, adotando-se o seguinte   procedimento:

1 - colocar as sementes em um recipiente (de plástico ou metal) em   um volume que ocupe aproximadamente a metade do recipiente.
  2 - juntar   às sementes a soda cáustica em escamas, na proporção de 20% (0,5 kg soda para   2 litros de água, 1 kg soda para 4 litros de água etc.). O volume total de   solução depende do número de litros necessários para cobrir com folga as   sementes no recipiente.
  3 -   despejar água sobre a mistura (sementes mais soda) na proporção de 80% da   solução (2 litros de água para 0,5 kg de soda, 4 litros de água para 1 kg de   soda etc.).
  4 - agitar   com um pedaço de madeira durante meio minuto. A água, em contato com a soda,   irá aquecer, atingindo temperatura entre 60 e 70ºc.
  5 - deixar   as sementes em contato com a solução durante uma hora. Completado o tempo   drenar a solução e lavar as sementes com água abundante, para remover a   solução de soda aderida.
  6 - deixar   as sementes secarem a sombra, devendo a semeadura ser efetuada no máximo até   uma semana após a escarificação. É conveniente lembrar que, muitas vezes,   devido à variedade de sementes o tempo germinação é diferente entre uma e   outra espécie .

7 - as germinações de sementes duras são demorada e irregular.   Para acelerá-la e uniformizá-la, sugere-se, no entanto, além da umidade, a   semente necessita de muito calor para germinar. Caso o fruto seja umedecido e   faltar calor, a semente apodrecerá. Quando a temperatura do solo (onde os   frutos serão semeados) encontrar-se abaixo de 25ºc, será conveniente   estimular a germinação, através de tratamento térmico complementar. Para   tanto, deve-se embrulhar o saco com os frutos pré-umedecidos numa lona   plástica preta e expô-lo ao sol forte, por um ou dois dias.

Local de Plantio

Fazer a sementeira com 50% de substrato e 10% de areia grossa   forrando, 10% de terra e 30% de serragem ou esterco curtido o fundo da   sementeira deve conter 5 a 7    centímetro de brita Nº01 após coloque a mistura acima citada em uma   camada acima da brita de 8 a 10 centímetros após coloque as sementes e cubra   com 2 centímetro do produto acima citado    após fazer isto encharcar a sementeira.

Após cobrir a sementeira com uma lona preta tipo se estivesse   cobrindo um silo e a cada 5 dias dar uma olhada para ver se esta precisando   ser molhadas se estiver seco molhe e cubra novamente segue esse procedimento   até as sementes germinar.

No lugar que você vai fazer a sementeira, colocar tábuas em toda   a volta. Pode para fazer a sementeira com 1.5metros de largura e o   comprimento do tamanho que preferir, pode ser 1.5m x 10m, com altura de 20 cm. A quantidade de   sementes deve ser colocada homogênea na sementeira.

Plantar   as sementes na sementeira

Semeio

Para que se faça uma muda, coloca-se de 2 a 3 sementes por   cova/embalagem. Após o semeio, cubra com terra superficialmente

Irrigação

Irrigue no mínimo 2 vezes ao   dia

Germinação

15 a 45 dias

Palmeira Imperial pacote com 100 grs
R$ 21,83