Palmeira Areca Bambu

Produto esgotado
Esse produto está esgotado

PALMEIRA ARECA-BAMBU

 

Conhecida como

 

areca-bambu

Nome cientifico

Dypsis lutescens

Sementes/kg

1400

Características da espécie

origem –  Índia,   Madagascar, em floresta litorânea de solos bem arenosos ou pedregosos,   persistindo na vegetação secundária. Nomes   populares:  areca-bambu.

Características gerais
  Palmeira   de caules múltiplos (cespitosa), de 3-8 m de altura, formando touceiras,   divergentes de 4-20 plantas principais, com brotação nova intensa na base;   hastes estreitamente aneladas, verdes, de 8-12 cm de diâmetro, com palmito   verde-amarelado. Folhas pinadas, em número de 5-11 contemporâneas,   recurvadas, de cerca de 2 m de comprimento, dispostas em quina triangular com   bainha branco-farinácea de 40-60 cm; pinas lanceoladas, em número de 45-55 de   cada lado da raque, dispostas regularmente. Inflorescências dispostas entre   as folhas (interfoliares), de cor amarelada, ramificada até a terceira ordem,   com pedúnculo curvo de 30-80 cm. Frutos ovóides, amarelados, numerosos.

Exigências   ambientais

Palmeira muito rústica e de   rápido crescimento, prefere ambiente de meia-sombra quando jovem. Quando   cresce a pleno sol na fase adulta adquire coloração mais amarelada. Pode ser   transplantada com facilidade em qualquer estádio de desenvolvimento.   Eventualmente o tronco pode ramificar-se. Tolera o frio.

 Utilidade

Espécie largamente   cultivada, de grande efeito decorativo. Adequada para vasos, parques e   jardins, como planta isolada, em grupos ou renques. As plantas jovens não   suportam sol exessivo e falta de umidade. Suas sementes são exportadas para   vários países, sendo a palmeira mais cultivada no mundo.                                                                                                        

Quebra de dormência

Dependendo da variedade e espécies apresenta uma grande   quantidade de sementes duras que, para germinarem, precisam ser   escarificadasPara a escarificação da semente pode-se, portanto, recomendar o   tratamento com solução de soda cáustica a 20%, adotando-se o seguinte procedimento:

1 - colocar as sementes em um recipiente (de plástico ou metal) em   um volume que ocupe aproximadamente a metade do recipiente.
  2 - juntar   às sementes a soda cáustica em escamas, na proporção de 20% (0,5 kg soda para   2 litros de água, 1 kg soda para 4 litros de água etc.). O volume total de   solução depende do número de litros necessários para cobrir com folga as   sementes no recipiente.
  3 -   despejar água sobre a mistura (sementes mais soda) na proporção de 80% da   solução (2 litros de água para 0,5 kg de soda, 4 litros de água para 1 kg de   soda etc.).
  4 - agitar   com um pedaço de madeira durante meio minuto. A água, em contato com a soda,   irá aquecer, atingindo temperatura entre 60 e 70ºc.
  5 - deixar   as sementes em contato com a solução durante uma hora. Completado o tempo   drenar a solução e lavar as sementes com água abundante, para remover a   solução de soda aderida.
  6 - deixar   as sementes secarem a sombra, devendo a semeadura ser efetuada no máximo até   uma semana após a escarificação. É conveniente lembrar que, muitas vezes,   devido à variedade de sementes o tempo germinação é diferente entre uma e   outra espécie.

7 - as germinações de sementes duras são demorada e irregular.   Para acelerá-la e uniformizá-la, sugere-se, no entanto, além da umidade, a   semente necessita de muito calor para germinar. Caso o fruto seja umedecido e   faltar calor, a semente apodrecerá. Quando a temperatura do solo (onde os   frutos serão semeados) encontrar-se abaixo de 25ºc, será conveniente   estimular a germinação, através de tratamento térmico complementar. Para   tanto, deve-se embrulhar o saco com os frutos pré-umedecidos numa lona   plástica preta e expô-lo ao sol forte, por um ou dois dias.

Local de Plantio

Fazer a sementeira com 50% de substrato e 10% de areia grossa forrando,   10% de terra e 30% de serragem ou esterco curtido o fundo da sementeira deve   conter 5 a 7  centímetro de brita Nº01   após coloque a mistura acima citada em uma camada acima da brita de 8 a 10   centímetros após coloque as sementes e cubra com 2 centímetro do produto   acima citado  após fazer isto encharcar   a sementeira.

Após cobrir a sementeira com uma lona preta tipo se estivesse   cobrindo um silo e a cada 5 dias dar uma olhada para ver se esta precisando   ser molhadas se estiver seco molhe e cubra novamente segue esse procedimento   até as sementes germinar.

No lugar que você vai fazer a sementeira, colocar tábuas em toda   a volta. Pode para fazer a sementeira com 1.5metros de largura e o   comprimento do tamanho que preferir, pode ser 1.5m x 10m, com altura de 20 cm. A quantidade de   sementes deve ser colocada homogênea na sementeira.

Plantar   as sementes na sementeira

Semeio

Para que se faça uma muda, coloca-se de 2 a 3 sementes por   cova/embalagem. Após o semeio, cubra com terra superficialmente

Irrigação

Irrigue no mínimo 2 vezes ao   dia

Germinação

15 a 45 dias