Monjoleiro

Monjoleiro pacote com 50 grs
R$ 14,75
→ Desconto à vista no depósito bancário
→ 1 x de R$ 14,75 no cartão de crédito

 

Nome Popular

Monjoleiro, monjoleira, juqueri-guaçu, maricá, paricá-branco, paricana-de-espinho

Nome Científico

Senegalia polyphylla

Família

Fabaceae-Mimosoideae

Sinomínia Botânica

Acacia polyphylla DC.

Grupo Ecológico

Pioneira

Classificação Sucessional

Secundária Inicial

Ameaça de Extinção

Não Ameaçada

Ocorrência conforme resolução SMA 08 - Estado de São Paulo

Cerrado - Sudoeste, Floresta Estacional Decidual - Centro, Floresta Estacional Semidecidual - Centro, Floresta Estacional Semidecidual - Noroeste, Floresta Estacional Semidecidual - Sudeste, Floresta Estacional Semidecidual - Sudoeste, Floresta Ombrófila Densa - Litoral Norte, Floresta Ombrófila Densa - Litoral Sul , Floresta Ombrófila Densa - Sudeste, Mata Ciliar - Centro, Mata Ciliar - Sudoeste, Restinga - Litoral Norte

Origem

Acre, Amapá, Amazonas, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rondônia, Roraima, Tocantins

Locais de Ocorrência

Centro-Oeste, Norte, Sul

Onde Plantar

Parques, praças e jardins.

Solo de Plantio

Áreas Úmidas

Porte da Árvore

De 20 a 25 metros

Utilidades

Florada Atraente, Marcenaria, Para Sombra, Uso Ornamental

Madeira

Moderadamente pesada (densidade 0,79 g/cm³), mole porém resistente, dócil ao cepilho e à serra, fornecendo boa superfície ao envernizamento, alburno estreito.

Tronco

Tronco de 40-60 cm de diâmetro, revestido por casca acinzentada com ritidoma lenticelado.

Folha

Folhas alternas, estipuladas, compostas bipinadas, de 20-26 cm de comprimento, com 10-16 jugas.

Flor

Flores brancas, actinomorfas, diclamídeas, de corola com prefloração valvar.

Fruto

Fruto legume deiscente, achatado, contendo sementes com pleurograma.

Fruta Comestível

Não

Potencial Paisagístico

A árvore possui copa frondosa proporcionando boa sombra, além de ser ornamental quando em flor.

Fenologia

Floresce durante os meses de dezembro-março. A maturação dos frutos ocorre no período agosto-setembro com a planta quase totalmente despida de sua folhagem.

Possui Propriedades Medicinais?

Não

Propriedades Medicinais

Não

Tempo Médio de Emergência

15 Dias

Sementes por kg

9600

Mês de Coleta

Setembro

Classificação

Ortodoxa

Longevidade e Armazenamento

Quando acondicionadas nas condições naturais de laboratório, começaram a perder a viabilidade após 8 meses de armazenamento. Contudo, sementes acondicionadas em saco de papel e em frasco de vidro, armazenadas em câmara fria a 5 ºC, conservaram a viabilidade por até 14 meses, com ênfase para o recipiente de vidro. Sementes dessa espécie, com 58% de germinação inicial, quando armazenadas após a secagem a 5 ºC e a –18 ºC, apresentaram, respectivamente, 64% e 66% de germinação.

Colheita

Anualmente, produz grande quantidade de sementes que garantem sua regeneração natural. Os frutos devem ser colhidos diretamente da árvore ao iniciarem a abertura espontânea. Após a colheita, os frutos devem ser expostos, para que se abram, liberando espontaneamente as sementes.

Quebra de Dormência

Não há necessidade. Contudo, antes da semeadura, as sementes devem ser imersas em água fria, por 2 horas, para acelerar e uniformizar a germinação.

Como Plantar

Colocar as sementes para germinar, logo que colhidas, em canteiros semi-sombreados contendo substrato organo-arenoso. Cobri-las com uma leve camada de substrato peneirado e irrigar duas vezes ao dia. A taxa de germinação é geralmente alta (mais de 90%) para sementes frescas. Transplantar as mudas para embalagens individuais quando com 3-5 cm; as mudas ficam prontas para plantio no local definitivo em menos de 4 meses. O desenvolvimento das plantas no campo é bastante rápido.