Lobeira da Mata

Lobeira da Mata pacote com 50 grs
R$ 19,25
→ Desconto à vista no depósito bancário
→ 1 x de R$ 19,25 no cartão de crédito

Lobeira da Mata

ORIGEM: Ocorre no cerradão de mata mais fechada e no cerrado de campo sujo, aparecendo também na transição para a floresta semidecidual. Aparece nos estados de Goiás, Maranhão, Tocantins, Minas Gerais, Mato Grosso do norte, Mato Grosso, São Paulo e norte do Paraná, Brasil. 

Sementes por kg: 80.000

Características: Arvore de médio porte, atingindo 3 a 4 m, e mais raramente chegando a 6 m de altura em solos mais férteis. Tem copa aberta e irregular e tronco cilíndrico chegando a medir de 10 a 30 cm de diâmetro, com casca acinzentada, aculeada (com espinhos) e com fissuras (rugas) no sentido longitudinal. Os ramos novos são cilíndricos, aculeados, com coloração prateada e facilmente identificado por se observar dessa pilosidade ferruginea. As folhas são simples, alternas e as vezes isoladas e tomentosas (coberta de lanugem) no dorso. A lamina foliar é coriácea (textura rija como couro), ovadas (forma de ovo), medindo 9 a 24 cm de comprimento por 5 a 8,5 cm de largura. A base é arredondada, margem inteira e curvada para cima, com 6 a 10 nervuras secundarias e ápice lanceolado (forma de lança) ou apiculado (com ponta curta). As flores nascem em corimbos (cacho semelhante a buque) oposto as folhas, medindo 6 a 12 cm de comprimento com 4 a 8 flores. As flores são formadas de cálice (invólucro externo) ferrugineo e densamente piloso (coberto de pelos longos) de 2 a 3 cm de comprimento, e corola (invólucro interno) com 5 pétalas azulada arroxeadas de 1,8 a 3,2 cm de comprimento. Os frutos são bagas verdes amareladas quando maduras, com cálice persistente e espinhoso, medindo 9 a 13 cm de diâmetro por 5 a 8 cm de altura com polpa esverdeada e sementes pretas, reniformes (formato de rim). Os frutos chegam a pesar de 300 a 550 gramas.

Cultivo: Planta de rápido crescimento, de fácil cultivo e muito rústica, natural do clima subtropical, sendo resiste bem a geadas de até – 3 grau e a seca de 4 a 6 meses. Pode ser cultivada em todo o Brasil, em qualquer altitude; adapta-se bem aos solos arenosos ou argilosos e vermelhos que sejam profundos, que sejam bem drenados, com pH de acido a neutro e com boa quantidade de matéria orgânica dissolvida. A planta pode ser cultivada na sombra ou no sol onde produz mais abundantemente. Começa a frutificar com 3 a 4 anos após o plantio.

Usos: Frutifica nos meses de maio a agosto. Os frutos são comestíveis tanto in-natura como na culinária. Quem não é acostumado com o gosto forte de Maçã verde, deve comer apenas 1 fatia por vez. Esse fruto tem mais vitamina do que a manga, banana, abacaxi e laranja juntos, por isso se consumido demais pode dar desordem intestinal. Com os frutos verdes que devem ser descascados e as sementes retiradas, se pode fazer cozido ou refolgado com carne ou outros legumes; apenas a água da primeira fervura deve ser jogada fora. Com os frutos maduros se pode fazer geléias. A polpa desidratada e usada em pequenas porções ajuda o pâncreas produzir insulina e controlar a diabetes. A planta pode ser cultivada em projetos de reflorestamento, pois seus frutos são alimento predileto do lobo guará e outros animais.