Jacarandá do Campo

Produto esgotado
Jacarandá do Campo embalagem com 50 grs
R$ 20,00
→ Desconto à vista no depósito bancário
→ 2 x de R$ 10,00 no cartão de crédito

 

Nome Popular

Jacarandá do Campo, amendoim do campo, faveiro, jacarandá bana, jacarandá branco, amendoim bravo, jacarandá tã, jacarandazinho, secupiruna, uruvalheira

Nome Científico

Platypodium elegans

Família

Fabaceae-Faboideae

Sementes por kg

3.480

Síndrome de Dispersão

Anemocórica

Sinomínia Botânica

Platypodium viride Vogel, Platypodium maxonianum Pittier, Platypodium elegans var. major Benth.

Grupo Ecológico

Pioneira

Classificação Sucessional

Climax

Ameaça de Extinção

Em Perigo Crítico

Ocorrência conforme resolução SMA 08 - Estado de São Paulo

Cerrado - Centro, Cerrado - Sudoeste, Floresta Estacional Semidecidual - Centro, Floresta Estacional Semidecidual - Sudoeste, Floresta Ombrófila Densa - Sudeste, Mata Ciliar - Centro, Mata Paludosa - Sudoeste

Origem

Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Piauí, São Paulo, Tocantins

Locais de Ocorrência

Centro-Oeste, Nordeste, Norte, Sudeste

Onde Plantar

Praças, jardins, parques, ruas e avenidas.

Solo de Plantio

Áreas Secas, Áreas Úmidas

Porte da Árvore

De 5 a 10 metros, De 10 a 15 metros

Utilidades

Marcenaria, Uso Ornamental

Madeira

Moderadamente pesada (densidade 0,82 g/cm³), dura, porém de tecido frouxo, moderadamente durável quando em ambientes internos.

Tronco

Tronco de 40-50 cm de diâmetro, revestido por casca grossa e sulcada com ritidoma suberoso.

Folha

Folhas alternas espiraladas, estipuladas, com raque sulcada na face superior, compostas pinadas, com 10-20 folíolos obovais a oblongos, de base arredondada a assimétrica e ápice retuso ou menos comumente emarginado, apresentando venação eucamptódroma, de 2-4 cm de comprimento.

Flor

Flores amarelas, vistosas, bissexuais, zigomorfas, ce corola dialipétala com prefloração imbricada, dispostas em racemos axilares e apicais curtos.

Fruto

Fruto sâmara, de cor paleácea, com pedicelo preso pela asa do fruto na infrutescência.

Fruta Comestível

Não

Potencial Paisagístico

A árvore apresenta características ornamentais que a recomendam para o paisagismo.

Fenologia

Floresce a partir de meados de setembro, prolongando-se até novembro. Os frutos amadurecem nos meses de setembro-outubro, entretanto permanecem por mais algum tempo na árvore.

Possui Propriedades Medicinais?

Não

Propriedades Medicinais

Não

Tempo Médio de Emergência

15 Dias

 

 

 

 

Sementes por Cova

1

Mês de Coleta

Novembro

Classificação

Ortodoxa

Longevidade e Armazenamento

Suas sementes possuem longevidade de no mínimo um ano.

Colheita

Colher os frutos diretamente da árvore quando iniciarem a queda espontânea, ou recolhê-los no chão após a queda. Os frutos assim obtidos podem ser diretamente utilizados para a semeadura.

Quebra de Dormência

Não é necessário.

Como Plantar

Colocar os frutos para germinação, logo que colhidos, diretamente em recipientes individuais mantidos em ambiente ensolarado e contendo substrato organo-argiloso (mudas sensíveis ao transplante); cobri-los com o substrato peneirado e irrigar duas vezes ao dia. A taxa de germinação geralmente é superior a 50% para frutos novos. As plantas têm lento crescimento.