screen 1

Mudas de Albizia

Desconto especial em compras acima de 20 unidades
Nomes populares - angico-branco, albízia
Sinonímia botânica - Pithecellobium polycephalum Benth., Samanea polycephala (Benth.) Pittier
Características morfológicas - Altura de 8-14 m, com tronco de 40-60 cm de diâmetro. Folhas compostas bipinadas, de 8-10 jugas; pinas de 5-10 cm de comprimento. Folíolos multijugos (15-35 jugos), de 5-6 mm de comprimento. Pecíolo com glândula oblonga e ramos novos ferrugíneo-tomentosos.
Ocorrência - São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina, na floresta latifoliada semidecídua das bacias do Paraná e Alto Uruguai. Madeira - Leve, dura, medianamente resistente e de pouca durabilidade sob condições naturais.
Utilidade - A madeira é empregada para tabuado em geral e para uso interno em construção civil. A árvore é bastante ornamental, principalmente pela forma e delicadeza de sua copa que proporciona boa sombra. E ótima para arborização urbana, tanto de ruas como de praças. Como planta heliófita pioneira, é própria para plantios em áreas abertas, como em reflorestamentos heterogêneos de áreas degradadas de preservação permanente.
Informações ecológicas - Planta semidecídua, heliófita, seletiva higrófita e pioneira, muito rara em toda área de distribuição. Ocorre no interior da mata primária, bem como nas associações da secundária, sobretudo nos estágios mais desenvolvidos, como capoeiras e capoeirões. Produz anualmente pouca semente. 
Fenologia - Floresce durante os meses de novembro-dezembro. A maturação de seus frutos (vagens) ocorre no período maio-junho. 
Obtenção de sementes - Colher os frutos diretamente da árvore quando iniciarem a abertura espontânea. Em seguida levá-los ao sol para completar a abertura e liberação das sementes. Um quilograma contém aproximadamente 25.600 unidades. Sua viabilidade em armazenamento é superior a 6 meses.
Mudas Albizia embalagem com uma unidade
As mudas serão enviadas somente por Sedex, ou entre em contato para outro método de envio
R$ 6,50